10 maneiras de perder peso sem fazer dieta

Mudanças simples em seu estilo de vida podem ajudá-lo a perder peso e mantê-lo baixo.

Claro, você pode perder peso rapidamente. Existem várias dietas da moda que ajudam a perder peso rapidamente – enquanto o deixam com fome e privação. Mas de que adianta perder peso apenas para recuperá-lo? Para evitar quilos permanentemente, é melhor perder peso lentamente. E muitos especialistas dizem que você pode fazer isso sem fazer uma “dieta”. Em vez disso, a chave é fazer ajustes simples no seu estilo de vida.

Meio quilo de gordura – é igual a 3.500 calorias. Ao cortar 500 calorias por dia por meio de modificações na dieta e nos exercícios , você pode perder cerca de meio quilo por semana. Se você só precisa manter seu peso atual, cortar 100 calorias por dia é o suficiente para evitar os 1-2 libras extras que a maioria dos adultos ganha a cada ano.

Adote uma ou mais dessas estratégias simples e indolores para ajudar a perder peso sem fazer uma “dieta”:

Coma o pequeno-almoço todos os dias. Um hábito comum a muitas pessoas que perderam peso e não o engordaram é tomar café da manhã todos os dias. “Muitas pessoas pensam que pular o café da manhã é uma ótima maneira de cortar calorias, mas geralmente acabam comendo mais ao longo do dia, diz Elizabeth Ward, MS, RD, autora do Guia do Idiota de Bolso para as Novas Pirâmides Alimentares . comer o café da manhã tem IMC mais baixo do que os que não tomam café da manhã e tem um desempenho melhor, seja na escola ou na sala de reuniões. “Experimente uma tigela de cereais integrais com frutas e laticínios com baixo teor de gordura para começar o dia de forma rápida e nutritiva.

Feche a cozinha à noite. Estabeleça um horário em que você parará de comer para não ceder à fome noturna ou petiscar estúpidos enquanto assiste televisão. “Tome uma xícara de chá, chupe um pedaço de doce duro ou desfrute de uma pequena tigela de sorvete light ou iogurte gelado se quiser algo doce depois do jantar, mas depois escove os dentes para que você tenha menos probabilidade de comer ou beber mais “, sugere Elaine Magee, MPH, RD,” Recipe Doctor “do WebMD e o autor de Comfort Food Makeovers .

Escolha as calorias líquidas com sabedoria. As bebidas adoçadas acumulam calorias, mas não reduzem a fome como os alimentos sólidos. Satisfaça a sua sede com água, água com gás com citrinos, leite desnatado ou desnatado ou pequenas porções de sumo 100% de fruta. Experimente um copo de suco de vegetais nutritivos e de baixa caloria para segurá-lo se sentir fome entre as refeições. Tenha cuidado com as calorias do álcool, que aumentam rapidamente. Se você tende a beber uma ou duas taças de vinho ou um coquetel na maioria dos dias, limitar o consumo de álcool aos fins de semana pode economizar muito calorias.

Coma mais produtos. Comer muitas frutas e vegetais com baixo teor calórico e alto volume elimina outros alimentos com alto teor de gordura e calorias. Retire a carne do centro do prato e empilhe os legumes. Ou experimente começar o almoço ou jantar com uma salada de vegetais ou uma tigela de sopa à base de caldo, sugere Barbara Rolls, PhD, autora de The Volumetrics Eating Plan . As Diretrizes Dietéticas do governo dos Estados Unidos de 2005 sugerem que os adultos consumam de 7 a 13 xícaras de alimentos diariamente. Ward diz que isso não é tão difícil: “Abasteça sua cozinha com muitas frutas e vegetais e, em cada refeição e lanche, inclua algumas porções”, diz ela. “Sua dieta será enriquecida com vitaminas , minerais, fitonutrientes, fibra, e se você se cansar de produtos supernutritivos, não vai chegar até o pote de biscoitos. “

Vá para o grão. Substituindo grãos inteiros por grãos refinados como pão branco, bolos, biscoitos e pretzels, você adiciona a fibra necessária e vai encher mais rápido, então é mais provável que você coma uma porção razoável. Escolha pães e massas integrais, arroz integral, flocos de farelo, pipoca e biscoitos de centeio integral.

Controle seus ambientes. Outra estratégia simples para ajudar a cortar calorias é controlar o ambiente – tudo, desde abastecer sua cozinha com muitas opções saudáveis ​​até escolher os restaurantes certos. Isso significa evitar a tentação de ficar longe de restaurantes self-service. E quando se trata de festas, “faça um lanche saudável antes para não passar fome e seja seletivo ao encher o prato no bufê”, sugere Ward. Antes de voltar para buscar mais comida, espere pelo menos 15 minutos e tome um copo grande de água.

Cortar porções. Se você não fizesse mais nada além de reduzir suas porções em 10% -20%, perderia peso. A maioria das porções servidas tanto em restaurantes quanto em casa são maiores do que o necessário. Puxe os copos de medição para obter uma alça sobre o tamanho das porções habituais e trabalhe para reduzi-los. Obtenha controle instantâneo das porções usando pequenas tigelas, pratos e xícaras, diz Brian Wansink, PhD, autor de Mindless Eating. Você não se sentirá privado porque a comida parecerá abundante em louças delicadas.

Leia mais em: Finawell

Adicione mais etapas. Arranja um pedômetro e gradualmente adiciona mais passos até chegar a 10.000 por dia. Ao longo do dia, faça o que puder para ser mais ativo – ande enquanto fala ao telefone, leve o cachorro para passear mais e caminhe sem sair do lugar durante os comerciais de televisão. Ter um pedômetro serve como um motivador constante e um lembrete.

Consuma proteína em cada refeição e lanche. Adicionar uma fonte de proteína magra ou com baixo teor de gordura a cada refeição e lanche ajudará a mantê-lo satisfeito por mais tempo, reduzindo a probabilidade de comer demais. Experimente iogurte desnatado, pequena porção de nozes, manteiga de amendoim, ovos, feijão ou carnes magras. Os especialistas também recomendam comer refeições e lanches pequenos e frequentes (a cada 3-4 horas), para manter os níveis de açúcar no sangue estáveis ​​e evitar excessos.

Mude para alternativas mais leves. Sempre que puder, use as versões com baixo teor de gordura de molhos para salada, maionese, laticínios e outros produtos. “Você pode cortar calorias sem esforço se usar produtos com baixo teor de gordura e mais leves, e se o produto for misturado com outros ingredientes, ninguém vai notar”, diz Magee. Substituições mais inteligentes: use salsa ou homus como molho; espalhe sanduíches com mostarda em vez de maionese; coma batatas-doces assadas simples em vez de batatas brancas carregadas; use leite desnatado em vez de creme no café; segure o queijo em sanduíches; e use um pouco de vinagrete na salada em vez de empilhar o molho cremoso.

A norma fisiológica na menopausa

A norma fisiológica é o início da menopausa quando a mulher chega aos 45-50 anos, quando o aparelho reprodutor vai sendo reconstruído gradativamente, completando o período de fertilidade. Porém, cada vez mais, os ginecologistas estão encontrando sinais de menopausa precoce, que são encontrados em pacientes com 40 e até 20 anos. A interrupção prematura do funcionamento dos ovários reflete-se não apenas na capacidade da mulher de se tornar mãe biológica, mas também na ativação do processo de envelhecimento associado às alterações hormonais. Os especialistas experientes da clínica Aimed, com base em diagnósticos abrangentes, desenvolvem programas individuais para o tratamento da menopausa precoce, que contribuem para a manutenção da fertilidade da paciente e preservação da juventude.

As causas da menopausa precoce estão no esgotamento prematuro do aparelho folicular ovariano – ou na completa ausência desses apêndices, que desempenham a função de produzir hormônios sexuais. Uma diminuição constante no nível desses hormônios afeta negativamente o estado funcional de todo o organismo:

aparência (pele, cabelo, unhas);

psique (distúrbios do sono, depressão, medo constante);

artérias;

músculos;

sistema musculoesquelético (distúrbios de postura, risco aumentado de fraturas).

Causas da menopausa prematura

A menopausa precoce pode começar sob a influência de razões individuais ou de um complexo de fatores que provocam a patologia:

doenças autoimunes (distúrbios na atividade da glândula tireóide e diabetes, insuficiência do córtex adrenal);

defeitos cromossômicos hereditários transmitidos pela linha materna;

tensões sistemáticas que afetam o fundo hormonal e levam a disfunções patológicas dos ovários;

operações ginecológicas nos ovários e útero, provocando uma menopausa cirúrgica;

tabagismo (aproximadamente 15% das pacientes com menopausa prematura fumam muito);

quimioterapia e radiação usadas para o câncer.

Sinais e diagnóstico

No caso da menopausa precoce, a mulher manifesta um complexo de sinais indicativos de patologia e requer um recurso a um ginecologista:

ondas de calor e ganho de peso;

coceira vaginal e distúrbios do sono;

períodos mais raros com sua cessação gradual;

dor de cabeça e fraqueza;

violação da micção;

o desenvolvimento de hipertensão e aterosclerose;

sintomas de osteoporose e sofrimento emocional.

A paciente é submetida a diagnósticos sistêmicos para identificar as causas e a dinâmica das alterações hormonais em curso: exames de sangue, exames gerais e ginecológicos, determinação da densidade óssea e do estado vascular, ultrassonografia dos órgãos reprodutivos e ECG.

Tratamento da menopausa precoce

A seleção da terapia hormonal é realizada para normalizar a estrutura dos hormônios sexuais femininos e restaurar os processos metabólicos. Vitaminas e procedimentos restauradores, sedativos e uma dieta são prescritos, e o regime diário é corrigido.

Saiba mais em: https://nycomed.com.br/realivie-funciona-review-completo-onde-comprar-desconto-formula/

Exercícios simples e melhores para crescimento mais rápido do cabelo em casa

O cabelo é parte integrante do nosso corpo humano, desde um bebê até uma pessoa idosa, enquanto a queda de cabelo é real! Real como o cabelo na sua cabeça! Certamente, todo mundo já enfrentou esse problema, e algumas de nossas tensões aumentam a perda de cabelo. Existem vários exercícios para reduzir a queda de cabelo e ajudar no crescimento do cabelo. Esses exercícios têm um efeito positivo no cabelo porque aumentam o fluxo sanguíneo para o couro cabeludo, ajudando o cabelo a crescer.

Benefícios dos exercícios para o cabelo:

Um Dos Principais Motivos Da Queda De Cabelo É O Estresse. O Exercício Libera Endorfinas, Também Conhecidas Como Hormônio Da Felicidade, Que Ajudam A Relaxar.

O Treinamento Ajuda A Estimular O Fluxo Sanguíneo Para O Couro Cabeludo, Enriquecendo Os Folículos Capilares Com Nutrientes.

Junto Com O Fluxo Sanguíneo, As Sessões De Exercícios Se Concentram No Crescimento Do Cabelo, Aumentando O Fluxo De Oxigênio Para O Couro Cabeludo, Aumentando A Nutrição Do Cabelo.

Causas da queda de cabelo:

Vários fatores contribuem para a perda de cabelo de uma pessoa. Normalmente perdemos cerca de 100 fios de cabelo por dia, mas isso não mostra muito efeito porque novos fios de cabelo crescem ao mesmo tempo. A perda de cabelo se torna um problema quando ocorre um distúrbio neste ciclo. Aqui estão alguns motivos que afetam a perda de cabelo.

Herdado:

Esta É Uma Das Causas Mais Comuns De Queda De Cabelo, Também Chamada De Calvície Em Homens Ou Mulheres. Aparece Gradativamente Com A Redução Da Linha Do Cabelo Nos Homens E Com O Ralo Dos Cabelos Nas Mulheres.

Leia mais em: Follichair

Condições médicas e alterações hormonais:

Devido Às Mudanças Hormonais Durante A Gravidez E Após O Parto, Muitas Novas Mães Enfrentam Problemas De Queda De Cabelo. Algumas Condições Médicas, Como Alopecia Areata, Também Causam Perda De Cabelo Em Manchas.

Medicamentos:

A Perda De Cabelo Pode Ser Um Efeito Colateral De Algumas Doenças, Como Câncer, Depressão, Problemas Cardíacos, Etc.

Eventos estressantes:

Às Vezes, Eventos Estressantes Resultam Em Queda De Cabelo, Mesmo Que Seja Temporária.

Produtos químicos:

Tratamentos Capilares E Penteados Frequentes Com Produtos Químicos São Causas Importantes De Queda De Cabelo.

Exercícios eficazes e melhores para o crescimento do cabelo:

1. Massagem do couro cabeludo:

Massagem na cabeça – um exercício para crescimento mais rápido do cabelo

A massagem na cabeça é um exercício simples, barato e básico para o crescimento do cabelo. Esse processo aumenta o fluxo sanguíneo no couro cabeludo, abrindo os poros da cabeça. Os folículos capilares obtêm a comida necessária e melhoram a qualidade do cabelo. Também ajuda a relaxar, reduzindo o estresse, auxiliando no crescimento do cabelo.

Escolha Um Óleo Rico Em Nutrientes E Aqueça-O.

Separe Os Cabelos Ao Meio E Aplique O Óleo No Couro Cabeludo Com A Ponta Dos Dedos.

Comece Com Movimentos Leves, Espalhando O Óleo Por Toda A Superfície Da Cabeça.

Aumente A Intensidade Dos Golpes Para Melhorar O Fluxo Sanguíneo.

2. Corrida:

Casal de esportes – exercício na cabeça para o crescimento do cabelo

Correr é uma forma de exercício que libera gordura e toxinas desnecessárias na forma de suor. Nossa pele é cheia de poros e depende de nós a eficácia com que os usamos. Todos nós cuidamos da pele do rosto, braços e pernas. Mas muitas vezes negligenciamos os poros do couro cabeludo. Demonstrou-se que a sudorese que ocorre durante a corrida é um exercício útil para o crescimento do cabelo. Tente começar o dia correndo pelo menos meia hora por dia.

3. Exercícios para o pescoço:

Exercícios para o pescoço – exercícios para o crescimento do cabelo

Os exercícios para o pescoço são a melhor maneira de ajudá-lo a deixar o cabelo crescer. Use esses alongamentos para aliviar os músculos tensos e o estresse ao redor do pescoço. Ele também mantém o pescoço ileso.

Fique Em Pé Com Os Braços Relaxados Na Altura Dos Quadris.

Agora, Incline Lentamente A Cabeça Para A Frente E Vire-A Para Trás, Esticando-A O Máximo Possível; O Pescoço Se Estica.

Alongue A Cabeça Para Os Lados De Cada Lado, Alongando-Se De Cada Lado Por Pelo Menos 10 Segundos.

4. Saltos laterais:

Lúpulo lado a lado – um exercício para o crescimento do cabelo com fotos

O lúpulo é um exercício que ajuda o cabelo a crescer mais rápido e também mantém a saúde do seu sistema cardiovascular. Como acontece com qualquer treino, esses exercícios só são válidos quando feitos regularmente.

Fique Em Pé Com Uma Distância Na Largura Do Quadril Entre Os Pés.

Defina O Seu De Forma A Correr.

Você Precisa Ter Certeza De Que Tem Espaço Para Pular.

Curve-Se Ligeiramente E Pule Para O Lado Tanto Quanto Seu Corpo Permitir.

Repita O Mesmo Procedimento Em Ambos Os Lados.

5. Escovar o cabelo:

Procedimento de beleza – uma rotina de exercícios para o crescimento do cabelo

A escovagem do cabelo é uma atividade diária de todas as vidas. Como você se sentiria se soubesse que escovar o cabelo corretamente reduziria a queda de cabelo? Os óleos naturais do couro cabeludo são espalhados nos fios de cabelo com uma escova feita de cabelo bob. Escovar o cabelo também estimula o fluxo sanguíneo para o couro cabeludo, fornecendo nutrição rica aos folículos capilares, garantindo o crescimento do cabelo.

Melhores poses de ioga para crescimento de cabelo:

A ioga é uma forma comprovada de melhorar a saúde geral e também atua com eficácia no crescimento do cabelo. Aqui estão algumas das melhores posturas de ioga para crescimento de cabelo. Vamos dar uma olhada neles.

6. Nadi Shodhan Pranaiama (respiração alternativa da narina):

Nadi Shodhan Pranaiama (respiração alternativa pelas narinas)

O Nadi Shodhana Pranayama ou, alternativamente, a respiração pelas narinas é a postura de ioga perfeita se você deseja reduzir a queda de cabelo induzida pelo estresse. Seu corpo entra em uma fase de relaxamento em que melhora o crescimento do cabelo e reduz a queda de cabelo.

Sente-Se Em Um Tapete De Ioga Com As Pernas Cruzadas E Os Joelhos Relaxados.

Respire Profunda E Lentamente E, Em Seguida, Expire, Completando Uma Série Típica De Respirações.

Agora, Cruze O Dedo Indicador E O Dedo Médio Tocando A Palma Da Mão.

Você Deve Usar O Polegar Para Fechar A Narina Direita E O Dedo Mínimo E O Anular Para Fechar A Narina Esquerda.

Inspire Pela Narina Direita E Feche-A Com O Polegar Direito E Expire Pela Narina Esquerda.

Agora Inspire Pela Narina Esquerda E Feche-A Com Um Anel E O Dedo Mínimo. Em Seguida, Expire Pela Narina Direita.

Este Processo Termina O Ciclo De Nadi Shodhan Pranayama.

7. Pavanamukthasana (pose de admiração):

Pavanamukthasana (pose para alívio selvagem)

Pavanamukthasana é uma postura de ioga que ajuda a aliviar os gases, promovendo um processo digestivo saudável. Se o sistema digestivo estiver limpo, o crescimento do cabelo será mais saudável e forte.

Deite-Se De Costas Com As Mãos De Cada Lado.

Agora, Dobre Lentamente Os Joelhos Contra O Peito E Segure-Os Com As Mãos.

Mantenha-Os Nessa Posição Por 10 Segundos E, Em Seguida, Retorne As Pernas À Posição Inicial.

Repita O Mesmo Procedimento 10 A 15 Vezes.

8. Pandangusthasana (postura do polegar):

Pandangusthasana (postura do polegar)

Processar:

Fique Em Pé, Com Pouco Espaço Entre Os Pés E Os Braços Relaxados Para O Lado.

Agora Coloque As Mãos Paralelas Ao Solo E Posicione-As Em Ambos Os Lados Do Corpo.

Lentamente, Levante O Pé Direito Até Que Ele Toque Os Dedos Dos Pés. Isso Cria Um Ângulo De 90 Graus Entre As Pernas.

Segure Esta Posição Por 10 Segundos.

Repita O Mesmo Procedimento Alternadamente Entre As Pernas.

Queda de cabelo hereditária?

Existem diferentes tipos e causas de queda de cabelo (alopecia). A perda de cabelo hereditária ocorre em famílias e é comum e normal.

Esta página se concentra na perda de cabelo hereditária normal. Leia sobre a perda de cabelo temporária ou anormal .

Pontos-chave sobre a perda de cabelo normal

Perda de cabelo hereditária significa perda de cabelo familiar. É mais frequentemente encontrada em homens, mas também em mulheres.

A queda de cabelo hereditária afeta mais o couro cabeludo, mas também pode ocorrer em outras partes do corpo.

Consulte o seu médico se sofrer de queda súbita de cabelo, se tiver uma doença auto-imune, se fez quimioterapia ou se a queda de cabelo não puder ser explicada por fatores hereditários.

Não há cura para a queda de cabelo hereditária, mas o tratamento pode ajudar a retardar ou interromper a queda de cabelo.

A perda de cabelo hereditária é inofensiva. No entanto, pode ser angustiante. Ajuda e suporte estão disponíveis para você.

Quais são as causas da perda de cabelo hereditária?

Ciclo de crescimento e repouso do cabelo

Como sua pele e unhas, seu cabelo passa por um ciclo bem ajustado de crescimento e descanso. A queda de cabelo pode ocorrer em qualquer momento do ciclo.

Existem 3 fases em um ciclo do cabelo:

Na primeira fase, o cabelo do couro cabeludo está crescendo continuamente. Isso é chamado de fase anágena. Nesta fase, seu cabelo cresce cerca de 1–2 cm por mês. Cerca de 90% do seu cabelo está neste estágio a qualquer momento. Ele dura entre 2–5 anos.

A segunda fase é chamada de fase catágena, que é quando o crescimento para. Cerca de 1–3% do seu cabelo está nesta fase a qualquer momento. Tem a duração de 2 a 3 semanas.

O terceiro estágio é chamado de fase telógena. Esta é uma fase de repouso e dura entre 1–4 meses. Cerca de 10% do seu cabelo está nesta fase a qualquer momento.

No final de seu estágio de repouso, um fio de cabelo passa por uma fase de queda, que normalmente resulta no crescimento de um novo fio de cabelo. Quando um fio de cabelo é solto, ele é substituído por um novo fio do mesmo folículo piloso, localizado logo abaixo da superfície da pele.

A perda de cabelo hereditária masculina ou feminina é causada por influências genéticas ou hormonais. É também chamada de alopecia androgênica porque é afetada pelos hormônios chamados andrógenos. Estes estão presentes em homens e mulheres, mas em quantidades diferentes.

O risco de queda de cabelo hereditária aumenta se você tiver parentes que já sofreram queda de cabelo. Seu projeto genético para queda de cabelo afetará coisas como:

quantos anos você tem quando a queda de cabelo começa

quão rápido você perde cabelo

o padrão e a extensão de sua perda de cabelo / calvície.

Perda de cabelo hereditária masculina

A perda de cabelo hereditária em homens também é conhecida como calvície de padrão masculino. É mais comum com o aumento da idade. A condição afeta diferentes populações em taxas diferentes e é responsável por 99% da perda de cabelo em homens. Afeta metade da população masculina aos 50 anos.

A queda de cabelo começa nos homens por volta dos 30 anos, mas pode ocorrer em qualquer idade após a puberdade. A rapidez ou lentidão com que a calvície se desenvolve e o padrão da queda de cabelo parecem ser determinados pelos genes que você herdou de seus pais.

Seus genes afetam a sensibilidade do couro cabeludo a um hormônio chamado diidrotestosterona (DHT), que encurta a fase de crescimento do cabelo. Seus folículos capilares também ficam menores em resposta ao DHT e, consequentemente, você produz cabelos mais finos e em menor quantidade.

Perda de cabelo hereditária feminina

A perda de cabelo hereditária feminina é conhecida como calvície de padrão feminino. Sua causa não é claramente compreendida. Pode afetar mulheres de qualquer idade, mas ocorre mais comumente após a menopausa. Geralmente começa por volta dos 30 anos de idade, torna-se perceptível por volta dos 40 e mais perceptível após a menopausa. Aos 50 anos, pelo menos um quarto das mulheres experimenta algum grau de queda de cabelo.

Também se pensa que a queda de cabelo hereditária feminina é influenciada pela genética e pelos hormônios androgênios, embora a ligação não seja tão forte quanto na queda de cabelo hereditária masculina.

Na queda de cabelo hereditária feminina, cabelos mais finos e com menos cor são produzidos, e os cabelos na fase de repouso (telógeno) caem mais facilmente.

Outras formas de queda de cabelo

A perda de cabelo não hereditária é considerada anormal. Pode ser causado por:

gravidez

hormonais ou outros medicamentos

deficiências nutricionais graves

quimioterapia

doenças autoimunes

uma glândula tireoide hipoativa ou hipoativa

trauma do couro cabeludo, incluindo reações a produtos para o cabelo e métodos de penteado

estresse

uma condição que envolve puxões de cabelo (t ricotilomania).

Leia mais sobre perda de cabelo anormal .

Quais são os sintomas da perda de cabelo hereditária?

O padrão de queda de cabelo é diferente na queda de cabelo hereditária masculina e na queda de cabelo hereditária feminina.

Queda de cabelo de padrão masculino

Nos homens, a calvície geralmente começa com afinamento progressivo na linha do cabelo (recuo), seguido pelo aparecimento de uma mancha fina ou calva no topo da cabeça.

Queda de cabelo de padrão feminino

Mulheres com calvície hereditária raramente desenvolvem manchas calvas. Em vez disso, você experimenta um enfraquecimento geral do cabelo, especialmente no topo da cabeça ou no alto da cabeça, enquanto mantém a linha frontal do cabelo.

Consulte seu médico ou procure orientação médica se:

sua queda de cabelo é repentina ou angustiante

você sofre de queda de cabelo e foi diagnosticado com uma doença autoimune, como lúpus eritematoso sistêmico, deficiência nutricional ou doença da tireoide

você foi tratado recentemente com quimioterapia ou usou um novo medicamento (incluindo medicamentos hormonais)

sua perda de cabelo não pode ser explicada por fatores hereditários.

Como é diagnosticada a perda de cabelo hereditária?

Seu médico fará perguntas sobre sua queda de cabelo, incluindo o padrão da queda de cabelo e se você tem outras condições médicas. Seu médico também examinará seu cabelo. Nenhum teste é necessário para diagnosticar a queda de cabelo hereditária, mas exames de sangue podem ser feitos para descartar outras condições que podem causar queda de cabelo.

Como é tratada a queda de cabelo hereditária?

Perder o cabelo lentamente é uma parte normal do processo de envelhecimento para a maioria dos homens e algumas mulheres. O tratamento geralmente não é necessário. No entanto, a queda de cabelo que ocorre rapidamente ou no início da vida pode ser angustiante. Se você deseja retardar ou interromper a progressão da queda de cabelo, existem tratamentos disponíveis.

Os tratamentos para queda de cabelo incluem:

medicamentos, tanto locais como orais

perucas, postiços ou transplante de cabelo.

A perda de cabelo causada por uma situação temporária, como doença, medicamentos, estresse ou ferro insuficiente, irá parar quando a causa for resolvida. Leia mais sobre perda de cabelo anormal .

Leia também: http://personalsite.com.br/follichair-funciona-mesmo/

Prevenção de queda de cabelo na menopausa

A menopausa é um processo biológico natural que todas as mulheres experimentam em algum momento de suas vidas. Durante esse tempo, o corpo passa por inúmeras mudanças físicas enquanto se ajusta aos níveis flutuantes de hormônio. Muitas mulheres apresentam sintomas desagradáveis ​​durante a menopausa, incluindo ondas de calor, alterações de humor e insônia . A perda de cabelo é outra ocorrência comum.

A queda de cabelo tende a ser mais sutil nas mulheres do que nos homens. A maioria das mulheres sofre de queda geral de cabelo, em vez de manchas calvas perceptíveis. O afinamento pode ocorrer na frente, nas laterais ou no topo da cabeça. O cabelo também pode cair em grandes tufos durante a escovação e o banho.

A pesquisa sugere que a perda de cabelo durante a menopausa é o resultado de um desequilíbrio hormonal. Especificamente, está relacionado a uma produção reduzida de estrogênio e progesterona. Esses hormônios ajudam o cabelo a crescer mais rápido e a permanecer na cabeça por mais tempo. Quando os níveis de estrogênio e progesterona caem, o cabelo cresce mais devagar e fica muito mais fino. Uma diminuição desses hormônios também desencadeia um aumento na produção de andrógenos, ou um grupo de hormônios masculinos. Os andrógenos encolhem os folículos capilares, resultando em perda de cabelo na cabeça. Em alguns casos, no entanto, esses hormônios podem fazer com que mais cabelo cresça no rosto. É por isso que algumas mulheres na menopausa desenvolvem “penugem de pêssego” facial e pequenos brotos de cabelo no queixo.

Para as mulheres na menopausa, a causa da queda de cabelo quase sempre está relacionada a alterações hormonais. No entanto, existem muitos outros fatores que podem contribuir para a perda de cabelo durante a menopausa. Isso inclui níveis extremamente altos de estresse, doença ou falta de certos nutrientes. Os exames de sangue de diagnóstico que podem ajudar a descartar outras causas de queda de cabelo incluem exames de tireoide e / ou hemograma completo.

A perda de cabelo pode fazer com que você se sinta constrangido quanto à sua aparência física, mas a condição não é permanente. Existem também medidas que você pode seguir para tratar a queda de cabelo e melhorar a qualidade do seu cabelo. Siga estas dicas para manter seus cabelos saudáveis ​​e fortes durante a menopausa.

1. Reduza o estresse

É importante manter seus níveis de estresse sob controle para evitar um desequilíbrio hormonal. A produção reduzida de estrogênio pode afetar a química do cérebro e causar alterações de humor, ansiedade e depressão. No entanto, fazer ioga e outros métodos de relaxamento respiratório são especialmente eficazes no combate aos sintomas da menopausa. Praticar exercícios regularmente também pode ajudar a reduzir o estresse.

2. Mexa-se

O exercício é um componente essencial de um estilo de vida saudável. Você se sentirá mais forte e feliz depois de incorporar os exercícios à sua rotina diária. Também ajuda a prevenir alguns dos outros sintomas da menopausa, incluindo alterações de humor, ganho de peso e insônia. Todos esses fatores são importantes para manter o equilíbrio hormonal, o que promove o crescimento saudável do cabelo.

Escolha uma forma de exercício que funcione para você. Você pode querer dar uma caminhada com um amigo, ir para uma academia ou correr.

3. Comer bem

Comer uma dieta balanceada com baixo teor de gordura é sua melhor defesa contra a queda de cabelo. Certifique-se de incluir uma quantidade adequada de grãos inteiros, frutas e vegetais em cada refeição. Também é importante incorporar óleos mono-saturados, como azeite de oliva e óleo de gergelim, em sua dieta. Beber chá verde e tomar suplementos de vitamina B6 e ácido fólico também pode ajudar a restaurar o crescimento do cabelo. Os ácidos graxos essenciais também desempenham um papel crucial na manutenção da saúde do cabelo. Esses ácidos graxos podem ser encontrados nos seguintes alimentos:

salmão

atum

óleo de linhaça

nozes

amêndoas

4. Hidratar, hidratar, hidratar

Seu corpo precisa ser hidratado para funcionar corretamente. Abasteça-se de H2O o dia todo e beba sucos, refrigerantes e outras bebidas com sabor que contêm mais açúcar do que o seu corpo precisa. A quantidade de água necessária varia de pessoa para pessoa e depende de vários fatores, incluindo saúde geral e intensidade do exercício. Como regra geral, entretanto, você deve tomar oito copos de 250 ml de água por dia.

Leia mais em: Realivie

5. Mantenha a naturalidade

Para evitar ressecamento e quebra, é melhor ficar longe de ferramentas de calor, como secadores de cabelo e chapinhas. Extensões e outros métodos de modelagem também podem enfraquecer o cabelo e causar queda precoce. Se você precisa tingir o cabelo, escolha uma cor de cabelo totalmente natural. Produtos químicos artificiais encontrados em tinturas e permanentes podem comprometer a saúde do couro cabeludo e do cabelo. Ao lavar o cabelo, use sempre um condicionador nutritivo para manter o couro cabeludo saudável e promover o crescimento saudável do cabelo.

Se você nadar, certifique-se de usar uma touca de natação, pois o cloro pode contribuir para a quebra do cabelo. Quando estiver exposto ao sol ou ao vento por longos períodos de tempo, é importante usar um chapéu para proteger o cabelo contra o ressecamento e a quebra.

6. Converse com seu médico sobre seus medicamentos

Alguns medicamentos têm efeitos colaterais que incluem perda de cabelo. Converse com seu médico se você estiver enfrentando uma queda significativa de cabelo e achar que o medicamento pode ser a causa. O seu médico pode ser capaz de o mudar para outro tipo de medicamento sem quaisquer efeitos secundários relatados. Não pare de tomar seus medicamentos antes de falar com seu médico, pois isso pode ser perigoso para sua saúde.

Os benefícios da biotina para a saúde

Acredita-se que estimula o crescimento do cabelo e reverte a queda de cabelo

A biotina é uma vitamina B frequentemente recomendada para a saúde do cabelo. Uma vez que a deficiência de biotina pode levar ao enfraquecimento do cabelo, os proponentes afirmam que tomar suplementos de biotina – em forma de pílula ou comprimido – ou usar xampu e produtos para o cabelo enriquecidos com biotina pode engrossar o cabelo e estimular o crescimento do cabelo e das unhas .

Benefícios para a saúde

A biotina é uma vitamina essencial – o que significa que seu corpo precisa desse micronutriente para funcionar corretamente. A biotina que você consome nos alimentos ajuda seu corpo a transformar os alimentos que você ingere (proteínas, carboidratos e gordura) em energia.

Tomar um suplemento de biotina é provavelmente eficaz no tratamento da deficiência de biotina. Mas muitos produtos de saúde impulsionam outras alegações de saúde relacionadas ao consumo de suplementos de biotina e muitos desses benefícios à saúde não foram suportados por evidências científicas.

Crescimento capilar

Então, tomar um suplemento de biotina faz seu cabelo crescer mais rápido ou mais cheio? Não há evidências suficientes para avaliar a eficácia da biotina no tratamento da queda de cabelo, 1 de  acordo com o National Institutes of Health (NIH) .

Os fabricantes afirmam que shampoo, condicionador e  óleos para cabelo , máscaras ou cremes contendo biotina podem engrossar o cabelo, aumentar o volume e dar brilho. Apesar dessas afirmações, não há estudos científicos que mostrem que o shampoo de biotina ou qualquer outro produto para o cabelo pode fazer seu cabelo crescer mais rápido ou mais espesso.

Outros benefícios

Outros possíveis benefícios da biotina incluem o tratamento de:

  • Dedo ou unhas quebradiças
  • Diabetes
  • Dor no nervo diabético
  • Esclerose muscular
  • Dor no nervo diabético

Nota : Não há evidências científicas suficientes para saber com certeza se a biotina pode tratar qualquer uma dessas condições.

Possíveis efeitos colaterais

Suplementos de biotina podem causar problemas se você ingerir muito. Os efeitos colaterais podem incluir erupções cutâneas, problemas digestivos, problemas com a liberação de insulina e problemas renais.

De acordo com um relatório publicado no New England Journal of Medicine , o tratamento com biotina interfere nos testes de laboratório e imita a doença de Graves. 2 Como acontece com qualquer suplemento, a segurança do uso a longo prazo ou em altas doses não é conhecida. 

Dosagem, preparação e segurança

A Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos não estabeleceu uma recomendação dietética (RDA) para a biotina. De acordo com o Food and Nutrition Board do Institute of Medicine , 30 mcg é a ingestão diária adequada para adultos de 19 anos ou mais, que geralmente pode ser alcançada por meio do consumo alimentar. 1

Embora não haja uma dieta recomendada para a biotina, os proponentes geralmente recomendam tomar 2 a 5 mg (2.000 a 5.000 mcg) de biotina em forma de suplemento diariamente para fortalecer os fios de cabelo e obter resultados.

Embora a biotina seja uma vitamina solúvel em água (o excesso é excretado na urina e nas fezes), não há evidências que apoiem essa recomendação e a segurança do uso regular dessa quantidade não é conhecida.

Tal como acontece com outros suplementos, a biotina não foi testada para segurança em mulheres grávidas, 3 mães que amamentam, crianças e pessoas com problemas de saúde ou que estão tomando medicamentos.

Deficiência

A deficiência de biotina pode ocorrer em pessoas que bebem álcool em excesso ou consomem uma grande quantidade de clara de ovo crua (que contém avidina, uma proteína que bloqueia a absorção da biotina). 1 Sabe-se que duas ou mais claras de ovo cruas por dia, por vários meses, resultam em deficiência de biotina.

Distúrbios genéticos de deficiência de biotina (como deficiência de biotinidase), diálise renal e tabagismo também podem aumentar a necessidade de biotina. Uma vez que a biotina é produzida nos intestinos, as pessoas com doença inflamatória intestinal ou outras condições que podem perturbar o equilíbrio das bactérias nos intestinos podem não ser capazes de produzir biotina de forma adequada.

Se você notar qualquer sintoma de deficiência, consulte o seu médico. Os sintomas incluem:

  • Enfraquecimento do cabelo
  • Unhas quebradiças
  • Pele seca
  • Uma erupção cutânea escamosa vermelha (especialmente ao redor dos olhos, nariz e boca) 
  • Conjuntivite
  • Depressão
  • Exaustão
  • Alucinações
  • Dormência e formigamento nos braços e pernas 4

O que procurar

É provável que você obtenha biotina suficiente naturalmente nos alimentos que consome. Acredita-se que a deficiência de biotina seja incomum. 1  As bactérias nos intestinos geralmente fornecem mais do que as necessidades diárias do corpo e a biotina também está presente em uma variedade de alimentos comuns. 

Saiba mais em: FollicHair 

A maioria das pessoas pode atender às suas necessidades diárias de biotina consumindo alimentos ricos em biotina, como banana, cenoura, gema de ovo cozida, sardinha, nozes, legumes, fermento de cerveja, fermento nutricional, fígado, couve-flor, salmão e cogumelos.

Alimentos ricos em biotina

As fontes alimentares de biotina (em microgramas por 100 gramas) incluem:

  • Gemas de ovo cozidas (53)
  • Aveia (27,0)
  • Germe de trigo (17.0)
  • Cogumelos brancos (16)
  • Espinafre (6,9)
  • Queijo, brie (6.2)
  • Leite (3,5)
  • Porco (5.0)
  • Cenoura (5,0)
  • Apple (4.5)
  • Tomate (4.0)
  • Carne (3,0)
  • Frango (2.0)
  • Alface (1,9)

Outras perguntas

O que posso fazer para diminuir o cabelo?

O enfraquecimento do cabelo e a perda de cabelo podem ser muito angustiantes. Se você notou que está perdendo cabelo ou que está ficando mais fino (chamado de perda de cabelo padrão) e desequilíbrios hormonais (como problemas de tireoide), é importante consultar seu médico para determinar a causa. 

Um suplemento ajudará no que considero uma deficiência?

Embora você possa estar ansioso para interromper a queda de cabelo, tomar comprimidos ou suplementos de biotina sem ser devidamente avaliado por um médico apresenta o risco de atrasar o diagnóstico e o tratamento da causa subjacente. 

Embora a deficiência de biotina seja considerada rara, ela pode resultar em perda de cabelo que pode ser tratada com suplementação. Se você tiver sintomas de deficiência de biotina ou estiver pensando em tomá-la, converse com seu médico para avaliar seus níveis e discutir o que é melhor para você.

Causas da impotência (disfunção erétil)

Impotência psicológica

Como as causas da impotência (disfunção erétil) muitas vezes não são quaisquer anomalias físicas que ocorreram no corpo de um homem, mas seu estado psicológico, o problema está crescendo como uma bola de neve. Quanto mais ansioso, deprimido e chateado um homem, maior a probabilidade de outro fracasso e mais profunda a depressão.

Este fenômeno é chamado de ” impotência psicológica ” e é extremamente difundido: provavelmente não há um único homem de 35-40 anos que não tivesse falhado pelo menos uma vez na vida ao tentar ter relações sexuais.

Via de regra, não há nada de anormal nisso, já que a função sexual masculina é extremamente dependente do estado psicoemocional do homem. Estresse, fadiga e trabalho árduo podem levar à incapacidade temporária de manter relações sexuais. Mas há casos em que a causa da impotência é qualquer doença. Então, a disfunção erétil pode ser consequência de doenças do sistema nervoso central, doenças vasculares, diabetes mellitus, também pode se desenvolver em decorrência de tratamento com o uso de certos medicamentos.

Claro, nenhum homem vai tolerar a perda de sua força masculina, mesmo que apenas temporariamente, a necessidade de agir é compreendida por todos, porém, muitas vezes, iniciar um tratamento eficaz para a impotência é dificultado por um sentimento de vergonha, a incapacidade de se admitir “inferior” não é aquela diante de um estranho, mas mesmo diante de um cônjuge ou companheiro.

O homem começa a tentar descobrir como tratar a impotência por conta própria, foge da relação sexual sob qualquer pretexto e perde, perde a autoconfiança, agravando o problema. Alguns tentam resolver o problema com o álcool, outros começam a trocar de parceiro. Ambos, via de regra, apenas agravam os problemas psicológicos e agravam o estado do sistema nervoso central.

Os principais sinais de impotência psicológica

Os principais sinais de impotência psicológica são considerados:

  • ter uma ereção durante o sono (por exemplo, pela manhã) ou durante os momentos involuntários e sua ausência durante os “momentos mais importantes”
  • ereção e a capacidade de ejacular durante a relação sexual manual, oral e outros tipos de relações não tradicionais

A impotência psicológica pode ser persistente e muitas vezes difícil de enfrentar por conta própria. Portanto, recomendamos entrar em contato com especialistas que irão conduzir treinamento psicológico, sugerir o uso de terapia hormonal para aumentar a secreção de testosterona ou usar outros métodos de tratamento da impotência.

As principais causas da disfunção erétil

Por muito tempo, acreditou-se que as principais causas da impotência eram distúrbios psicogênicos ou a falta de testosterona. Mas estudos das últimas décadas mostraram que na maioria das vezes a causa da impotência são mudanças orgânicas no mecanismo de ereção.

Psicogênico

  • Depressão
  • Ansiedade

Neurogênico

  • Distúrbios neurotransmissores ao nível da medula espinhal ou cérebro
  • Trauma
  • Mielodisplasia espinhal
  • Dano do disco intervertebral
  • Esclerose múltipla
  • Diabetes (neuropatia periférica)
  • Abuso de álcool (tratamento excessivo)
  • Operações nos órgãos pélvicos
  • Deficiência hormonal

Arterial

  • Hipertensão
  • Fumar
  • Diabetes
  • Hiperlipidemia (aumento dos níveis de gordura no sangue)

Venoso

  • Dano funcional ao mecanismo veno-oclusivo

Medicinal

  • Em uso de medicamentos anti-hipertensivos, antidepressivos, hormônio luteinizante e seus análogos

Doença de Peyronie (curvatura do pênis)

Multifatorial

Saiba mais em: https://saudedica.org/testomaca-funciona/

O saw palmetto pode ajudar a aumentar os níveis de testosterona?

No geral, o saw palmetto não parece aumentar os níveis de testosterona. Se você estiver preocupado com o “T baixo”, converse com seu médico. Eles podem testar seus níveis hormonais e determinar qual tratamento seria adequado para você.

O que é Saw Palmetto?

Saw palmetto, também conhecido como Serenoa repens ou a palmeira anã americana, é uma planta nativa do sudeste dos Estados Unidos. Historicamente, foi uma planta importante na cultura das tribos indígenas americanas que viviam na Flórida e no baixo vale do Mississippi (USDA, sd). As folhas serviam para fazer camas, moradias, cestos, cordas e outros itens importantes do dia a dia. As frutas também foram importantes fontes de alimento e fitoterápicos para os Seminoles e outras tribos da região (Oomah, 2000). Os colonos não nativos também adotaram as bagas de palmito como remédio para tratar doenças dos órgãos reprodutivos, problemas digestivos, resfriados e asma.

VITAIS

  • Saw palmetto é uma planta tradicionalmente usada pelos nativos americanos no sudeste dos Estados Unidos.
  • Saw Palmetto é amplamente utilizado como um medicamento alternativo para problemas com a próstata.
  • A evidência científica não apóia seu uso para tratar baixo nível de testosterona, hiperplasia benigna da próstata (BPH) ou câncer de próstata.
  • O Saw Palmetto é provavelmente seguro para uso em homens, mas não foi muito estudado em mulheres ou crianças.

Como funciona o Saw Palmetto?

Exatamente como o Saw Palmetto deve funcionar não é totalmente compreendido. Alguns pesquisadores acham que pode inibir a 5-alfa-redutase (5a-R), uma enzima que converte a testosterona em dihidrotestosterona (DHT) (Di Silverio, 1998). DHT é um hormônio sexual masculino que é mais potente do que a testosterona normal. Tem uma ampla gama de funções no corpo e desempenha um papel importante no desenvolvimento masculino, especialmente durante a puberdade, incluindo o desenvolvimento do pênis, escroto, testículos e pelos faciais, corporais e púbicos. Infelizmente, também tem sido associada à calvície de padrão masculino e hiperplasia prostática benigna (BPH), também conhecida como próstata aumentada ou hipertrofia prostática benigna. Reduzir os níveis de DHT é uma maneira que alguns medicamentos prescritos para BPH e queda de cabelo (como a finasterida) funcionam.

Saw Palmetto e baixa testosterona

PROPAGANDA

Suplementos de suporte de testosterona romana

O estoque do primeiro mês é $ 15 ($ 20 de desconto)

Saber mais

A testosterona, um hormônio sexual masculino, tem uma ampla gama de efeitos no corpo humano. Desempenha funções na manutenção do impulso sexual, massa óssea, massa muscular, produção de células sanguíneas e produção de esperma. Os níveis de testosterona caem naturalmente com o tempo. Um grande estudo do National Institutes of Health (NIH) relatou que a baixa testosterona (também chamada de “baixa T”) afetou 20% dos homens na casa dos 60 anos, 30% dos homens na casa dos 70 e 50% dos homens com mais de 80 anos (Harman , 2001). Compreensivelmente, muitos homens estão procurando maneiras de manter a testosterona alta.

Vários suplementos no mercado que contêm Saw Palmetto afirmam aumentar a testosterona. Como se pensa que bloqueia 5a-R, a enzima que pega a testosterona e a transforma em DHT, a lógica segue que pode ser capaz de aumentar os níveis de testosterona. Como isso funciona na vida real, e o Saw Palmetto pode realmente aumentar os níveis de testosterona?

Um estudo testou um suplemento dietético que combinava extratos de Saw Palmetto e um antioxidante chamado astaxantina (Angwafor, 2008). Os níveis de testosterona aumentaram e o DHT diminuiu após duas semanas de ingestão do suplemento. No entanto, este estudo não foi controlado por placebo, então não está claro se o suplemento foi realmente responsável por esse aumento na testosterona. Outro estudo mostrou que o mesmo suplemento com doses de saw palmetto e astaxantina diminuiu DHT quando comparado com placebo, mas não aumentou significativamente a testosterona (Anderson, 2014). Finalmente, um estudo italiano mostrou que, após 30 dias de tomar um extrato de Saw Palmetto, não houve alteração na testosterona (Casarosa, 1988).

No geral, o saw palmetto não parece aumentar os níveis de testosterona. Se você estiver preocupado com o “T baixo”, converse com seu médico. Eles podem testar seus níveis hormonais e determinar qual tratamento seria adequado para você.

Aprenda mais sobre testosterona aqui .

Saw Palmetto e hiperplasia benigna da próstata (BPH)

Saw Palmetto é especialmente popular para tratar os sintomas da BPH, com mais de dois milhões de homens tomando-o para esse fim (Bent, 2006). Homens com BPH experimentam um conjunto indesejável de problemas urinários, incluindo esforço, fluxo fraco, retenção de urina, ir com frequência (especialmente à noite) e necessidade repentina de urinar. Os profissionais de saúde referem-se a esses sintomas como “sintomas do trato urinário inferior” ou LUTS. O risco de BPH aumenta à medida que os homens envelhecem. Uma pesquisa publicada no Journal of Urology estima que metade dos homens na casa dos 50 anos e 90% dos homens na casa dos 80 anos lidam com sintomas de BPH (Berry, 1984).

Apesar de sua popularidade, o saw palmetto não demonstrou em testes clínicos que funciona para tratar a HBP. Vários estudos grandes e de alta qualidade mostraram que não tem efeito quando comparado com o placebo (Barry, 2011) (Bent, 2006). Além disso, uma revisão de 2012 de 32 ensaios clínicos randomizados que incluíram um total de mais de 5.000 pacientes com BPH mostrou que o saw palmetto não venceu o placebo em sintomas urinários, fluxo urinário ou tamanho da próstata (Tacklind, 2012).

Quando se trata de BPH, o saw palmetto simplesmente não funciona. Se você está lutando com sintomas urinários ou preocupado com a HBP, converse com seu médico para saber quais exames e opções de tratamento seriam adequados para você.

Outros “benefícios” do Saw Palmetto

Diz-se que Saw Palmetto funciona em uma série de outras condições de saúde. Vamos examiná-los rapidamente.

  • O câncer de próstata: Saw Palmetto é amplamente utilizado por pessoas que lidam com ca próstata cer , e mais de metade das pessoas a usá-lo acreditar que ele vai tratar ou curar a sua doença (Boon, 2003). O uso de saw palmetto não demonstrou alterar o curso do câncer (Memorial Sloan, 2017). 
  • Prostatite: Saw Palmetto não demonstrou funcionar no tratamento da prostatite (inflamação da próstata que causa dor e ardor ao urinar) (Kaplan, 2004).
  • Perda de cabelo: a calvície de padrão masculino afeta milhões de homens nos Estados Unidos. Torna-se mais comum com a idade , pois 30% experimentam aos 30, 40% aos 40 e 50% aos 50 (Phillips, 2017). Saw Palmetto não foi muito testado para tratar a queda de cabelo, mas em alguns pequenos estudos , mostrou aumentar o crescimento e a densidade do cabelo ( Wessagowit, 2015 ) (Prager, 2002). No entanto, o consenso científico é que não há evidências suficientes para apoiar seu uso (Murugusundram, 2009).

Saiba mais sobre o câncer de próstata aqui .

Os efeitos colaterais do Saw Palmetto

Saw Palmetto é geralmente considerado seguro, com apenas efeitos colaterais leves, como dor de cabeça, náusea, dor de estômago e tontura (NCCIH, 2016). Parece não interagir com nenhum outro medicamento, mas foi estudado principalmente em homens. Em mulheres ou crianças, os riscos do Saw Palmetto são menos claros.

Devido aos efeitos hormonais do Saw Palmetto, não tome Saw Palmetto durante a gravidez ou amamentação. Pare de tomar Saw Palmetto duas semanas antes da cirurgia – Saw Palmetto pode teoricamente ter efeitos anticoagulantes ou antiplaquetários que podem aumentar o risco de sangramento (Ang-Lee, 2001).

Leia mais em: https://chiquitodesign.com.br/2021-testomaca-funciona-mesmo-anvisa-bula-preco-depoimentos/

Ejaculação precoce (ejaculação precoce): causas e tratamento

A ejaculação precoce (anteriormente ejaculação) é uma disfunção bastante comum que ocorre em 30% dos pacientes urológicos.

O problema da ejaculação precoce preocupa não apenas os jovens, mas também os homens maduros e pode ser uma doença independente e um sintoma de outra doença.

Causas da ejaculação precoce

  • Doenças somáticas gerais

Por exemplo, diabetes, depressão crônica, distúrbios hormonais, doença de Parkinson e outros. Nesse caso, a ejaculação precoce é apenas um sintoma que indica a presença de outros problemas patológicos no corpo. O diagnóstico competente e o encaminhamento oportuno ao urologista, neste caso, são extremamente importantes, pois a automedicação ou o desconhecimento do problema só podem agravar a situação.

  • Razões psicológicas

Situação psicologicamente traumática durante a primeira relação sexual, medo de não estar “por cima”, superexcitação são as causas mais comuns de ejaculação precoce. A ajuda de um sexologista em combinação com uma terapia medicamentosa bem escolhida na clínica Medline Surgut irá ajudá-lo a lidar rapidamente com o problema e recuperar a autoconfiança.

  • Doenças do aparelho geniturinário

Muitas vezes, a ejaculação precoce sinaliza a presença de outras doenças urológicas no corpo: prostatite, adenoma da próstata, vesiculite (inflamação das vesículas seminais), distúrbios vasculares. Uma das razões pode ser a hipersensibilidade da glande do pênis.

Tratamento da ejaculação precoce na clínica “Medline Surgut”

Para que a ejaculação precoce não leve a distúrbios psicológicos e fisiológicos graves, é importante consultar um urologista atempadamente, identificar as causas da ejaculação precoce e submeter-se ao tratamento adequado. O Departamento de Urologia Masculina “Medline Surgut” utiliza programas de terapia complexos que são selecionados individualmente, com base nas causas da doença …

Observação! Por mais delicado que pareça o problema da ejaculação precoce, a automedicação ou o desconhecimento da situação são inaceitáveis. A tensão constante e a perda de autoconfiança podem ter consequências críticas para sua vida sexual.

Leia mais em: Erectaman

Por que o tratamento no Medline Surgut é eficaz?

A clínica Medline Surgut é uma das poucas que trata a ejaculação precoce. O tratamento médico, a capacidade de se submeter a todos os exames em um só lugar, o tato da equipe e a observância do sigilo médico são a chave para um tratamento não apenas eficaz, mas também confortável.

Consulta inicial com urologista (andrologista)

A consulta começa com uma conversa, identificando as queixas do paciente e um exame físico. Se necessário, na primeira consulta, o médico realiza procedimentos diagnósticos:

  • Teste com substâncias vasoativas

Envolve a introdução de drogas no pênis que melhoram o suprimento de sangue.

  • Exame do dedo da próstata

É realizado para identificar patologias da próstata.

Se você tem mais de 45 anos, é aconselhável comparecer à consulta inicial com o estômago vazio, pois a probabilidade de fazer um exame de sangue para marcadores tumorais é alta.